.: Prefeitura De Araguaina :.
Terça-feira, 18 De Junho De 2019 |    CLIMA: Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. | Mínima: 21ºC | Máxima: 31 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  

campanhas





NOTÍCIAS

Funcionários de construtora recebem orientações sobre as casas populares

Publicado: Data: 26/08/2013 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Ação faz parte do cadastro itinerante, da Secretaria de Habitação, e que deve começar no próximo mês. O intuito é cadastrar cidadãos que trabalham em tempo integral no programa Minha Casa Minha Vida

 

Cerca de 230 trabalhadores da empresa de engenharia EMCAM, responsável pela construção do residencial Costa Esmeralda, receberam a visita do prefeito Ronaldo Dimas, do vice, Fraudneis Fiomare, e do secretário de Habitação, Elenil da Penha, para receberem orientações quanto ao cadastramento no programa Minha Casa Minha Vida. “Muitos destes homens não têm tempo de ir até a secretaria fazer a inscrição. E quando a esposa também trabalha o dia todo, fica mais difícil. Aqui eles terão as primeiras informações para depois o cadastro vir até eles”, esclareceu Ronaldo. A previsão é que as equipes de inscrição estejam no canteiro de obras no dia 17 de setembro. Os cadastros valem para as 3500 unidades que começarão a ser construídas próximas ao setor Nova Araguaína.

O secretário Elenil da Penha reforçou que a participação dos trabalhadores no cadastro é uma ação mais do que justa, já que são eles os responsáveis por construir as casas. “Estamos cumprindo também um compromisso de campanha firmado com estes homens e mulheres. E veja só: desse total, apenas três estão cadastrados. Vamos possibilitar este acesso com o cadastro itinerante”, explicou. “O projeto atenderá, também, outras empresas com grande número de funcionários que trabalham em tempo integral”, completou o vice, Fraudneis. Todos os participantes receberam mini informativos com a lista de documentos necessários para fazer as inscrições.

 

Nova modalidade

 

Ronaldo frisou que os cadastros vão atender a famílias com renda total de até R$ 1600,00. “Mas já há outras faixas de rendimento que poderão ser autorizadas pelo Ministério das Cidades para serem incluídas nas inscrições”, adiantou o prefeito.

Famílias com renda entre R$ 1,6 e R$ 3 mil, classificados como Faixa 2, fazem parte da nova política do Governo Federal, que mesclará situações econômicas distintas dentro do mesmo residencial. “Vamos aguardar a liberação do Ministério para iniciar os cadastros”, finalizou Ronaldo.

Publicado: Data: 26/08/2013 Autor:Ascom







voltar