.: Prefeitura De Araguaina :.
Sábado, 04 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Agricultores assinam contratos de venda de alimentos ao Compra Direta 2018

Publicado: Data: 18/04/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Os 268 agricultores irão fornecer os alimentos que serão distribuídos para 103 entidades, como escolas, creches, lar de idosos e casas de acolhimento

Por: Gláucia Mendes - Foto/Crédito: Marcos Filho Sandes  

Mais de 260 produtores aprovados por meio de chamada pública para comercializar alimentos com o Município, por meio Programa Compra Direta, assinaram na tarde de ontem, 17, o contrato para a venda de seus produtos. O lançamento do Compra Direta 2018 aconteceu no auditório da Prefeitura e reuniu, além dos produtores de várias localidades, representantes de entidades beneficiadas. Os contratos serão válidos até janeiro de 2019.

Neste ano, 103 entidades serão beneficiadas, nove a mais que em 2017. Entre elas estão a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Casa do Idoso Sagrado Coração de Jesus, Casa Tranoi do Brasil, Casa de Acolhimento Ana Carolina Tenório e Lar de Savanna.

Durante o evento, o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Ângelo Marzola Júnior, explicou que os produtores podem ter acesso a outros benefícios, para isso devem sempre estar em contato com o departamento de agricultura da Secretaria. “Temos, por exemplo, projetos ambientais com recuperação de nascentes e vamos realizar o monitoramento por satélite para diminuir focos recorrentes de queimadas. Nesse ponto, só teremos sucesso com a ajuda de vocês, para que não realizem queimadas”, destacou.

O produtor Valdemar Tavares tem uma chácara na região e produz maracujá, melancia e abóbora cabotiá. “É a terceira vez que eu participo do programa Compra Direta e gosto muito, porque é a certeza de ter dinheiro a receber com as vendas”.

O produtor Vicente de Assis Medeiros de Souza disse que fará a entrega de polpa de frutas, mandioca e frutas como acerola, abacaxi, cajá e goiaba. “Muito melhor vender para o Compra Direta visto que o mercado nem sempre compra e aqui temos a certeza que recebem nossos produtos já com um destino final”, disse.

Benefícios
Em 2017, mais de 234 mil quilos de alimentos foram adquiridos pelo Programa Compra Direta, injetando mais de R$ 734 mil na economia local. Os 150 agricultores beneficiados forneceram seus produtos a 94 entidades beneficentes, entre escolas, creches, lar de idosos e orfanatos, garantindo o consumo de alimentos frescos a mais de 25 mil pessoas.

Publicado: Data: 18/04/2018 Autor:Ascom







voltar