.: Prefeitura De Araguaina :.
Segunda-feira, 06 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 18ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Profissionais da Saúde participam de oficina sobre hanseníase

Publicado: Data: 22/05/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

A capacitação é sobre prevenção de incapacidades físicas dos pacientes, com foco no diagnóstico precoce; Hoje e amanhã, os profissionais recebem a fundamentação teórica, na quinta e sexta-feira, realizam a parte prática

Por: Gláucia Mendes - Foto/Crédito: Marcos Filho Sandes  

Profissionais da Saúde em Araguaína participam até sexta-feira de uma capacitação sobre a Hanseníase. Hoje e amanhã, durante todo o dia, no auditório do Cerest, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas vão receber orientações sobre capacidade física de pacientes em tratamento. Na quinta e sexta-feira, os profissionais executam a parte prática do treinamento, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Uma das multiplicadoras, Divina de Siqueira Nunes, especialista em prevenção de incapacidades e feridas do Centro de Reabilitação de Goiânia (GO), disse que é preciso conhecer os sintomas. “Temos que avaliar cada caso, conhecer as manhas para não confundir com outras doenças da pele”.

De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica do Programa Municipal de Hanseníase, Stela Lúcia Monteiro, o foco sempre é o diagnóstico precoce. “Quanto mais cedo descobrir a doença, mais fácil tratar. Então, se a pessoa perceber qualquer alteração na pele, como manchas, deve procurar uma unidade de saúde”.

A capacitação é continuidade do projeto “Abordagens inovadoras para intensificar esforços para um Brasil livre da Hanseníase”. Por recomendação do Ministério da Saúde, apenas 20 profissionais participam de cada oficina para que possam absorver melhor os conteúdos.

Projeto

O objetivo geral do projeto é a redução da doença nos 20 municípios selecionados em seis estados considerados endêmicos: Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí e Tocantins. Em Araguaína, entre 2011 e 2016, foram diagnosticados 780 novos casos de hanseníase.

Programação

Dia 23 (quarta-feira)

Período matutino e vespertino – Oficina no auditório do Cerest, localizado na Rua 15 de Novembro, Centro.

Dia 24 (quinta-feira)

Período matutino e vespertino – Oficina com pratica nas UBS dos setores Nova Araguaína e Palmeiras do Norte

Dia 25 (sexta-feira)

Período matutino e vespertino – Oficina com prática nas UBS dos setores Nova Araguaína e Palmeiras do Norte

Publicado: Data: 22/05/2018 Autor:Ascom







voltar