.: Prefeitura De Araguaina :.
Quarta-feira, 15 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 35 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Conselhos de Assistência Social discutem novas estratégias para Politicas Públicas Sociais

Publicado: Data: 20/09/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Debates, palestras e rodas de conversa fizeram parte da programação que reuniu conselheiros municipais de várias cidades do Estado

Por: Adriana Santana | Foto: Leila Mel 

 

A reunião descentralizada e Regionalizada do Conselho Estadual de Assistência Social do Tocantins (CEAS/TO) foi realizada nesta quinta-feira, 20, no Auditório da Faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína. Participaram conselheiros de 26 municípios da região norte do Estado, além de membros da Comissão Estadual de Intergestores Bipartide (CIB/TO).

Durante o encontro, que teve também a participação da comunidade, foram discutidas as políticas públicas de Assistência Social aplicadas nos municípios tocantinenses, buscando soluções para facilitar o acesso e o atendimento aos usuários beneficiados por programas sociais, além de aproximar os conselhos municipais e estadual, facilitando a troca de ideias e experiência entre os gestores e profissionais que atuam no trabalho social.

“Foi um momento de nos aproximarmos das realidades de cada região e aproveitar para ouvir e expor as experiências que podem ser aplicadas nas mais diversas realidades”, destacou o presidente do Conselho de Assistência Social do Tocantins, Agnaldo Humberto Leal.

Realidades relacionadas a programas sociais como: Bolsa Família, do Governo Federal, e o atendimento nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), foram compartilhados durante as mesas redondas com representantes de cada programa. Entre os problemas enfrentados está a dificuldade de atualização do cadastro dos usuários, principalmente os beneficiários da Bolsa Família, que precisam atualizar dados a cada dois anos para não perder os benefícios.

“É a situação que mais nos preocupa, enquanto gestores. A população precisa tomar consciência da importância da atualização das informações para se manter como beneficiários. Atualmente, Araguaína tem o total de 10 mil pessoas em desatualização que correm o risco de serem desligados do Programa”, explicou a secretária municipal da Assistência Social, Fernanda Ribeiro.

Ainda de acordo com a secretária, a reunião entre os conselheiros vai fortalecer o trabalho que já está sendo realizado em todo o Estado, a fim de mudar essa realidade, buscando novas estratégias de ação.

 

Outras ações 

Durante a reunião, houve também a participação dos alunos das aulas de música e karatê, oferecidos pelos Centros de Referencias de Assistência Social de Araguaína, mostrando na prática o resultado dos cursos ofertados de forma gratuita à população.

Os CRAS são responsáveis por coordenar as atividades assistenciais nos bairros. Araguaína conta atualmente com três Centros de Referência que são modelos para o Tocantins, tanto pelas ações realizadas no atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade que precisem de auxílio social, quanto pelos resultados já alcançados. 


Publicado: Data: 20/09/2018 Autor:Ascom







voltar