.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 16 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 35 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Servidores de Araguaína já se capacitam em novo sistema de gestão pública

Publicado: Data: 29/10/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Banco de dados on-line e unificado nacionalmente terá mais segurança e informações de contratos. Plataforma de recursos humanos será obrigatória a partir de 2020

Por Marcelo Martin - Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom

A Prefeitura de Araguaína já está capacitando os servidores para o usar novo sistema nacional de recursos humanos, que será obrigatório só a partir de 2020. O Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas, ou simplesmente eSocial, é um banco de dados on-line e unificado que dará mais segurança e informações sobre os contratos na gestão pública e também privada.
 
O treinamento foi realizado na última sexta-feira, dia 26, e contou com 26 colaboradores municipais, sendo 12 da Secretaria da Administração e 14 das demais secretarias. “Nós capacitamos todos os servidores municipais que mexam com algum evento que impacte na folha de pagamento, inclusive os funcionários de outras secretarias que alimentam a administração”, contou a secretária da Administração, Rejane Mourão.
 
O novo sistema vem de encontro com o trabalho de digitalização dos registros realizado pela Prefeitura de Araguaína. “A gente vem de uma gestão em que tudo era feito manualmente, por isso, temos muitas inconsistências, inclusive para fins previdenciários. Pessoas com mais de 30 anos de serviço público que não tiveram seus registros migrados para o computador. Já avançamos muitos e vamos concluir até o prazo de implantação do eSocial”, completa Rejane.
 
De acordo com o técnico responsável pela folha do pagamento, Moisés Alves da Silva, a digitalização e unificação dos registros também contribuirá na economia do papel usado para impressão dos documentos. “O eSocial irá unificar as remessas, que hoje é dividida em 800 páginas entregues à Previdência, três mil no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e mais 10 mil para a Receita Federal”.
 
Bom para quem é exemplo
Para o aplicador do curso, advogado e especialista em gestão pública Jefferson Santos Lima, o novo sistema vai beneficiar os Municípios que mantém os registros atualizados. “A sonegação fiscal de alguns municípios atrapalha a arrecadação da União e, consequentemente, o retorno desses recursos a um município que faz o correto. A sonegação previdenciária, por exemplo, é muito alta. Há Municípios que sonegam 800 mil reais por mês e isso é bem frequente em todos os estados”.

Publicado: Data: 29/10/2018 Autor:Ascom







voltar