.: Prefeitura De Araguaina :.
Quarta-feira, 08 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 18ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

12 mil preservativos serão distribuídos pela Saúde durante carnaval na Via Lago

Publicado: Data: 04/03/2019 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Entrega, já realizada nas unidades básicas de saúde do Município, estará disponível também durante os quatro dias folia na tenda da saúde

Por: Adriana Santana | Foto: Marcos Filho Sandes

 

A Secretaria Municipal da Saúde, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, realizará a distribuição de mais de 12 mil camisinhas durante a programação do carnaval na Via Lago. Além dos preservativos, serão entregues material educativo com orientações para evitar as infecções sexualmente transmissíveis (ISTS), HIV/Aids e hepatites virais, assim como as formas de diagnóstico e tratamento das doenças.

De acordo com a responsável pelo Programa ISTS/AIDS, Mariane Freitas, a ação tem o objetivo de conscientizar os foliões sobre a importância da prevenção durante a relação sexual.

“Nosso trabalho de educação e prevenção é realizado durante todo o ano, mas durante o carnaval é preciso atenção dobrada. Vamos levar a informação sobre o contágio, o teste rápido que disponibilizamos em nossas unidades de saúde, afim de termos um folião mais consciente”, destacou a coordenadora.

A distribuição do material será realizada na Via Lago, na tenda da Saúde, onde terão profissionais de plantão durante toda a festa realizando atendimento ao público.

Dados

De acordo com os números da Vigilância Epidemiológica do Município, nos últimos dois anos cresceu a quantidade de diagnóstico das infecções sexualmente transmissíveis. Esses números significam que as pessoas têm buscado mais a realização do teste rápido para diagnóstico das doenças.

Em 2017, foram registrados 44 casos de Hepatite Viral B, em 2018, o número caiu para 26. Casos de Hepatite tipo C, em 2017, foram 13, número que caiu para 02, no ano passado; em 2019, 1 caso já foi diagnosticado até agora.

Os resultados positivos para HIV/Aids, em 2017, foram 96, quantidade que caiu para 90 em 2018; de janeiro desse ano até agora 7 casos da doença já foram confirmados. Já os casos de Sífilis, em adultos, que em 2017 chegou a 83, no ano passado saltou para 108. Em 2019, já são 11 casos da infecção sexualmente transmissível.

“Nós percebemos que aumentou a quantidade de pessoas que tem buscado os testes rápidos gratuitos nas UBS. Notamos também o aumento dos números em alguns casos, o que mostra que ainda é grande a falta de conscientização sobre o uso da camisinha”, concluiu Mariane.

Transmissão e tratamento

As infecções sexualmente transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. São transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão de uma IST pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação.

O tratamento das pessoas com ISTS melhora a qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços de saúde do SUS. Em Araguaína, o tratamento dos casos positivos é realizado pelo Hospital de Doenças Tropicais do Tocantins (HDT).    

Publicado: Data: 04/03/2019 Autor:Ascom







voltar