.: Prefeitura De Araguaina :.
Sexta-feira, 10 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Laqueaduras são ofertadas gratuitamente pelo município

Publicado: Data: 08/07/2013 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

São 25 cirurgias mensais. A prioridade é de mulheres com no mínimo 25 anos e dois filhos

O método contraceptivo denominado laqueadura visa auxiliar a população no planejamento familiar, como mais uma forma de controle de natalidade. Em Araguaína, são disponibilizadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, 25 cirurgias gratuitas por mês e as interessadas devem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima. 

Segundo a coordenadora municipal de Ciclo de Vidas, Antônia Macedo, existem duas possibilidades para a realização da cirurgia: a mulher que já está sendo acompanhada por uma Unidade de Saúde da Família (USF), tem um planejamento familiar e faz a opção pela esterilização cirúrgica; ou aquela mulher que ainda não está sendo acompanhada pela USF, e que, expressando o desejo de fazer a laqueadura, ter no mínimo 25 anos e dois filhos.

"Para realizar a cirurgia, a mulher passa por um processo, que consiste em exames, preparação educacional, explicação do método cirúrgico, dos riscos, as outras opções de métodos que podem ser reversíveis, as vantagens e desvantagens de cada um", explica Macedo.

 

Perfil

A laqueadura é uma cirurgia de esterilização voluntária e definitiva que rompe as tubas uterinas, impedindo a passagem dos óvulos até o útero e evitando a fecundação.

Caso haja risco de mortalidade da mulher ou do concepto, também há a possibilidade de realizar o procedimento, precisando ser avaliada pelos médicos da unidade para confirmar essa possibilidade. "Além desses fatores, é feita também uma avaliação social e econômica para analisar em que situação vive o casal, abrindo também a possibilidade para a cirurgia", explica a coordenadora.

A vantagem desse procedimento é que, por ser definitivo, a mulher não tem necessidade de fazer o uso de outro método, pois, às vezes, ela não tem uma boa adequação ao uso de hormônio ou de outro método contraceptivo. "É importante deixar claro que mesmo feito o procedimento da laqueadura, é indispensável o uso de preservativo para prevenção de DST's,e outras doenças sexualmente transmissíveis", explica a coordenadora.

“A orientação tem que ser feita pensando no casal e não só na mulher, já que o programa Planejamento Familiar é pensado na adequação e na comodidade deles", conta ela. A faixa etária que incide a cirurgia é de 20 a 29 anos, sendo possível realizá-la mesmo após o parto cesariano.


Crédito da foto: Divulgação

Publicado: Data: 08/07/2013 Autor:Ascom







voltar