.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 09 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 35 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Após acordo com prefeitura, servidores em greve voltam a trabalhar

Publicado: Data: 24/07/2014 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Município garante lei que regulamente e inclui técnicos de enfermagem e condutores no pagamento de insalubridade e periculosidade.

 

Após 21 dias em greve, servidores municipais da saúde retornaram ao trabalho nesta quinta-feira, dia 24. A decisão foi tomada depois de uma reunião realizada entre o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína (Sisepar) na noite desta quarta-feira, dia 23, e secretário de Administração, Nahim Halum. O secretário apresentou as ações que o município vem realizando com o objetivo de garantir os benefícios a estes servidores.

 

O Projeto de Lei que regulamenta os adicionais de insalubridade e periculosidade está pronto, apenas aguardando o parecer do Ministério Público do Trabalho relacionado ao PCMSO para ser encaminhado à Câmara Municipal.

 

Quanto a possíveis modificações relacionadas ao Incentivo Financeiro, que é um repasse fixo do Governo Federal e que determinadas categorias da Saúde recebem, será objeto de estudo conjunto entre a Secretaria da Saúde e o Sindicato visando a possibilidade de inclusão de outras categorias para o recebimento do mesmo.

 

Em relação à data base, ficou acordado que o município analisará os índices de reajustes aplicados, bem como as possíveis perdas relacionados aos últimos anos. Eventuais compensações decorrentes desta análise, dependem de dotação orçamentária e recursos financeiros.

 

Sisepar

Para o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína (Sisepar), Carlos Guimarães, o retorno das atividades dos servidores foi o voto de confiança dada por eles ao prefeito Ronaldo Dimas, pois os funcionários entenderam que houve boa vontade por parte do município em resolver o assunto.

Publicado: Data: 24/07/2014 Autor:Ascom







voltar