.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 09 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Mamães recebem orientações sobre amamentação em Araguaína

Publicado: Data: 31/08/2015 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Ação foi realizada durante a Hora do Mamaço, no sábado, 29, promovido pela Prefeitura e com entidades parceiras

 

Um sábado especial para as mamães araguainenses. Uma manhã voltada para o conhecimento e tirar dúvidas sobre o aleitamento materno, a higiene bucal para o bebê e também sobre a alimentação. Foi assim a Hora do Mamaço, realizado no último sábado, 29, no Parque de Exposições Dair José Lourenço.

 

O evento foi promovido pela Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Saúde, em parcerias com outras entidades, como o Hospital Dom Orione, que tem em sua unidade o Banco de Leite; encerrando a programação da Semana de Aleitamento Materno.

 

A enfermeira Diana Joy Ribeiro dos Santos, que trabalha no Banco de Leite, foi uma das que fez orientações e esclareceu dúvidas sobre a amamentação. Diana repassou para as mamães sobre a importância do leite materno, quais os benefícios que pode oferecer ao bebê e o tempo que a criança deve receber o leite, que é de seis meses. “A partir do sexto mês inicia outra alimentação, mas continua amamentando até dois anos ou mais”, explicou.

 

Também orientou as mães de como posicionar os bebês na hora da amamentação. “Porque às vezes uma mãe não tem tanta experiência, pra dar de mamar, e elas não sabem segurar um bebê da forma correta no colo”, comentou. “A gente vai mostrar a técnica correta dessa mãe segurar o bebê, qual a forma correta do bebê abocanhar na mama para que receba leite materno suficiente e evite as fissuras de mamilo, que é o machucado, no bico do peito”, explicou a enfermeira.

 

O evento ainda trouxe informações sobre a importância de se retirar o excesso de leite da mama. “Se esse leite não for retirado, aquilo ali pode levar para a mama empedrada; assim como a mãe pode ter febre, mal estar, inclusive implicando na própria pega do bebê na mama, se essa mama ficar muito cheia”, afirmou Diana Joy.

 

Segundo a enfermeira, as mães também devem saber que existe o leite anterior e o posterior. “O leite anterior é rico em água; e o posterior é rico em gordura”, esclareceu.

 

Nutrição

A nutricionista Vela Lúcia Bezerra da Silva também repassou orientações para as mamães, na área da alimentação. “As mães se preocupam geralmente com a alimentação no período da gravidez e quando tem os bebês deixam tanto de se preocupar; acreditando que pode consumir todos os tipos de alimentos. E não é bem assim; tem alguns alimentos que são restritos a essas mães porque impedem a produção do leite”, afirmou a nutricionista.

 

Mães

A faqueira Judilene Moreira Bezerra, que mora no Setor Ponte, tem dois filhos e aproveitou para levar o caçula Isac Moreira Virgulino, que acabou de fazer um ano e ainda mama. “Sempre amamento os meus filhos até os três anos, sempre gosto de amamentá-los”, afirmou.

 

Outra que também esteve presente na Hora do Mamaço foi a auxiliar de produção Deane Oliveira Soares, moradora do Setor Brasil, que levou o seu filho de dois meses, Lucas Gabriel. “Eu quero dar de mamar até quando puder. Este é o sexto, sei da importância de amamentar os nossos filhos e recomendo para as minhas amigas que deem o peito, evita muita coisa, inclusive gripe. É muito importante eles mamarem, até quando eles quiserem”, disse Deane.

Publicado: Data: 31/08/2015 Autor:Ascom







voltar