.: Prefeitura De Araguaina :.
Domingo, 12 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 19ºC | Máxima: 33 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Projeto do Centro de Especialidades em Reabilitação está em fase de licitação

Publicado: Data: 03/09/2015 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Investimento será de R$ 5 milhões e vai atender uma média de 100 pacientes por dia

Por Joselita Matos

Com o objetivo de implementar políticas públicas de proteção às pessoas com deficiências, a Prefeitura de Araguaína está dando prosseguimento ao projeto de construção do Centro de Especialidades em Reabilitação (CER) da cidade. O projeto para a construção do empreendimento está em fase de licitação, com investimento de R$ 5 milhões. A unidade vai atender pessoas com deficiência auditiva, física, intelectual e visual.  Os recursos foram viabilizados pela então senadora Kátia Abreu, atual ministra.

O CER terá a capacidade para atender 100 pacientes por dia. A área para construir a unidade é de dois mil metros quadrados e ficará no loteamento Cidade Nova. A unidade terá 32 consultórios para diversos tipos de atendimentos, entres eles de ortopedia, neurologia, oftalmológico; 23 salas de atendimento individualizado e outros tipos de serviços; além de laboratório de prótese ocular, box de terapias (eletroterapia), ginásio, fraldário adulto e infantil; copa/refeitório.

Outro componente em sua estrutura será a oficina ortopédica, onde serão produzidas as próteses necessárias para o tratamento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e tem a previsão de atender em média 20 pacientes por dia.

Abrangência

Em Araguaína, de acordo com dados do IBGE, 24% da população possui algum tipo de deficiência. O Município é responsável pela Região de Saúde Médio Norte, composto por 17 cidades, e o centro vai atender essa região.

O prefeito Ronaldo Dimas destacou a importância do centro para o atendimento da população que abrange a região de Araguaína. “O atendimento do CER será regional. Além de trazer a esperança de recuperação, facilitará o deslocamento das famílias de toda a macrorregião abrangida por Araguaína, as quais hoje são atendidas somente nos grandes centros urbanos”, comentou.

Dimas também falou sobre a oportunidade de gerar novos empregos a partir da instalação do CER. “Ao mesmo tempo, os novos empregos gerados e os atendimentos regionais fortalecem a economia local. E o mais importante é a possibilidade real de recuperação de alguns que sofrem por sequelas de acidentes ou outros problemas de locomoção”, finalizou.

Regulação

O Centro de Reabilitação vai integrar a Rede Estadual de Atenção à Pessoa com Deficiência, sendo regulado conforme diretrizes da política nacional de saúde. O fluxo do atendimento será por agendamento, encaminhado pelos municípios de origem e pelas UBS locais e regulado pela central reguladora.

Publicado: Data: 03/09/2015 Autor:Ascom







voltar