.: Prefeitura De Araguaina :.
Segunda-feira, 06 De Julho De 2020 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 18ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

CCZ de Araguaína intensifica ações de combate ao calazar

Publicado: Data: 02/01/2020 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Coleta de sangue gratuita em cães está sendo realizada nos bairros com maior índice de casos. Das 8,6 mil amostras colhidas até dezembro, 40% deram positivo para a doença

Por Adriana Santana - Foto: Arquivo/Ascom

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Araguaína intensificou as ações de combate à Leishmaniose Visceral Canina ou calazar, com a realização de coleta de sangue em animais para exame gratuito que pode diagnosticar a doença.

As coletas são realizadas, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. Nesta etapa, os agentes de combate a endemias percorrem de forma mais intensa os 15 bairros com maior índice de casos confirmados da doença.

Maiores índices

De acordo com dados do CCZ, de janeiro a dezembro de 2019, foram coletadas 8.643 amostras de sangue de cães, desse total, 3.463 foram confirmados com a doença, o que corresponde a 40% de positividade.

Os bairros com maiores índices são Araguaína Sul 2, Morada do Sol 3, Jardim das Mangueiras, Vitória, Universitário, Xixebal, Carajás, Setor Sul, Vila Norte, Araguaína Sul, Nova Araguaína, Jardim das Flores, Bela Vista, Maracanã e Itapuã.

“Contamos sempre com a colaboração dos moradores para facilitar e garantir a segurança do nosso trabalho. No caso da coleta de sangue, é fundamental que o dono do cão tenha consciência da importância do exame para o diagnóstico nos animais e evitar que surjam casos em humanos”, destacou a coordenadora técnica do CCZ, Ketren Gomes.

Outras ações do CCZ

Além da coleta de sangue canino para diagnóstico da doença nos cães, o Centro de Controle de Zoonoses possuiu um plano anual de trabalho que contempla as ações de vigilância e controle da leishmaniose visceral, sendo elas: educação em saúde (na rede de ensino, nas universidades, comunidade em geral), acompanhamento dos humanos em tratamento, monitoramento do vetor e controle químico vetorial mediante critérios entomo-epidemiológico.

Prevenção

A prevenção da Leishmaniose Visceral ocorre por meio do combate ao inseto transmissor, principalmente garantindo a higiene doméstica. Para garantir o mosquito longe é necessário realizar a limpeza periódica dos quintais, evitando o acúmulo de matéria orgânica em decomposição (folhas, frutos, fezes de animais e outros entulhos que favoreçam a umidade do solo, locais onde os mosquitos se desenvolvem).

Outra dica é destinar adequadamente o lixo orgânico, a fim de impedir o desenvolvimento das larvas dos mosquitos. Quanto aos cuidados com os cães é importante fazer a limpeza dos abrigos de animais domésticos, mantendo também a higiene dos animais.


Publicado: Data: 02/01/2020 Autor:Ascom







voltar